Artigos

 Recado do Pároco Pe. Sílvio Mocelin


   

Estamos em plena quaresma, tempo precioso para nos preparar para os maiores mistérios da vida de Jesus, nosso Salvador.

 A Bíblia prescreve três práticas para o discípulo de Jesus:

 

2- O Jejum ou a penitência.

Jesus começou sua luta contra o demônio através de longo Jejum. Ele diz bem claro: “Se alguém quer vir após mim, regue-se a si mesmo, tom sua cruz e siga-me”. (MT 16,24).  Este espécie de demônio não pode sair a não ser com oração e jejum. (Mc.9,29) Hoje vivemos uma cultura do prazer acima de tudo. Quem não se controla em coisas pequenas e lícitas também não resiste às coisas grandes e pecaminosas.

 

2- A oração.

O pecado é doença da alma. Sem ajuda de médico e remédio o pecador não se cura. Deus é nosso médico e remédio. A Igreja recomenda muito a Leitura orante de Palavra de Deus. Para facilitar participe dos grupos de oração na quaresma.

 

3- Esmola.

É muito mais do que uma ajuda qualquer ao pobre. É a prática do mandamento de Jesus: “Nisto saberão que sois meus discípulos se vos amardes uns aos outros, como Eu vos amei”. Jo.13,35. Esta é razão da Campanha da Fraternidade na quaresma. Ninguém vai ao Pai senão por Jesus. Ele é o Caminho, Verdade e a Vida. Jo. 14,6.  Quem quiser salvar sua vida (segundo o mundo) vai perdê-la, mas o que perder sua vida por causa de Jesus vai salvá-la. Mt 16,25.

 

         “Agora é o tempo favorável, o dia da salvação”. 2Cor.6,2. Não perca esta quaresma que pode ser a última. Participe ativamente das celebrações nas famílias e especialmente da Semana Santa.

 

Que a esperança certa da Ressurreição nos anime a seguir fielmente ao Senhor Crucificado.

 

Pe. Sílvio Mocelin.


Fonte: Pe. Sílvio Mocelin
Postado em: 07/03/2013 às 21:12:50



Pesquisar no Site


  • Newsletter

  • Paróquia São Pedro e São Paulo - Diocese de Ponta Grossa - Telêmaco Borba - Paraná
    Sociedade Beneficiente São Pedro - Fone: (42)3272 8557 / (42) 3272 8930 - pascom@pspsp.com.br
    Está obra de evangelização não possui fins lucrativos e é custeada através do dinheiro do dízimo
    Desenvolvido por Rinaldo M. Heil