Artigos

 Placa de Igreja não salva ninguém


   

 

                Há poucos dias alguém não crente de alguma igreja, fez-me a afirmação do título do artigo. Gostei do senso crítico da pessoa, porque diante da proliferação de tantas igrejinhas, para não dizer “lojinhas religiosas”, qualquer pessoa com um mínimo de critério, questiona a honestidade de seus fundadores e dirigentes.

 

                É lamentável a ignorância e descaso de muitos cristãos, que não fazem uma análise séria para ver se Jesus no Evangelho instituiu alguma Igreja (comunidade) para continuar sua missão e presença ou se deixou o Evangelho e a salvação diluída e indeterminada, para não dizer incerta e sujeita ao relativismo subjetivo.

 

                A iniciativa salvadora é de Deus e Ele deve ser respeitado em suas escolhas e decisões. Acontece que “O Verbo se fez carne e veio habitar entre nós” (Jo. 1,14). Interessa ao homem descrente ou fraco na fé um Deus vago, abstrato e indeterminado em sua comunicação conosco. Isto possibilita ao homem criar o seu deus, o seu evangelho, a sua igreja, de acordo com o próprio gosto e interesse. Assim temos um deus criado à imagem e semelhança do homem. Mas isto é negação da Encarnação do Verbo, mistério fundamental do cristianismo.

 

                Jesus no Evangelho é muito explícito com respeito à Igreja. Reuniu um grupo de discípulos. Dentre eles escolheu os doze apóstolos (Mt. 10,2-4; Mc. 3,13-19), deu-lhes poderes especiais (Mt. 18,18; Lc. 22,19s) e a missão de continuar a missão que Ele mesmo recebera do Pai (Mt. 28,18-20; Mc. 16,15-17; Jo. 20,21-23). Escolheu Pedro para primeiro chefe do grupo de apóstolos com promessas especiais (Mt. 16,17-20; Lc. 22,31-33). “Quem vos ouve a mim ouve, quem vos rejeita a mim rejeita e quem me rejeita, rejeita o Pai que me enviou” (Lc. 10,16). Essa sua Igreja – pequeno rebanho – tem a garantia de que as portas do inferno nunca a vencerão.

 

                Diante disso somos obrigados a admitir que a “placa de uma igreja” criada por gente não autorizada, obra apenas humana, realmente não salva ninguém. Para quem crê em Jesus e no Evangelho, a Igreja verdadeira, fundada por Jesus, esta sim salva e é instrumento indispensável para salvação, pois se ninguém vai ao Pai senão por Jesus (Jo. 14,6), pode-se também afirmar que ninguém vai a Jesus senão pela Igreja, caminho instituído e querido por Ele.

 

              Pe. Sílvio Mocelin


Fonte: Pe. Sílvio Mocelin
Postado em: 25/12/2013 às 22:26:39



Pesquisar no Site


  • Newsletter

  • Paróquia São Pedro e São Paulo - Diocese de Ponta Grossa - Telêmaco Borba - Paraná
    Sociedade Beneficiente São Pedro - Fone: (42)3272 8557 / (42) 3272 8930 - pascom@pspsp.com.br
    Está obra de evangelização não possui fins lucrativos e é custeada através do dinheiro do dízimo
    Desenvolvido por Rinaldo M. Heil