Artigos

 O que faço é pra Jesus


   

Quem quiser fazer bonito                                                      

Então que faça pra Jesus.

Foi Ele que mais sofreu

Por você naquela cruz!

Trinta e três anos de  vida

Trinta e três anos de luz

Ele é a nossa esperança

Nesta fé que nos conduz.

 

No dia do Seu batismo

Fica tudo esclarecido

-’’ Este é meu filho muito amado’’

Vem lá do céu como um gemido.

Com três pregos e um madeiro

O mundo foi reconstruído

Como na última Ceia

Seu corpo ainda é servido.

 

Foi levado até a montanha

E tentado por satanás,

O amor Deus é bem maior

Que as propostas que lhe faz

Oferecendo um paraíso

Mas Sua mais longe vai

O filho único a provar

Fidelidade ao Seu Pai.

 

Somente fazendo o bem

Nesta terra Ele viveu,

Foi maltratado e excluído

Deste mundo que era Seu

Porque o povo pecador

Essa missão não entendeu

Pela inveja e maldade

La na cruz Ele morreu.

 

Já nos últimos suspiros

Quando ao alto é erguido

Voltando os olhos ao céu

Ele faz este pedido

“Pai perdoe os agressores”

E “o pecador arrependido”

Pra mostrar a este mundo

Que nem tudo está perdido.

 

Mas pra nossa salvação

“ Jesus” morto não ficou

Logo no terceiro dia

Da pedra ressuscitou

E logo para os discípulos

Tão vivo se apresentou

E à direita de Deus Pai

Para sempre Ele assentou.


Fonte: Lenir de Andrade
Postado em: 29/12/2014 às 12:12:52



Pesquisar no Site


  • Newsletter

  • Paróquia São Pedro e São Paulo - Diocese de Ponta Grossa - Telêmaco Borba - Paraná
    Sociedade Beneficiente São Pedro - Fone: (42)3272 8557 / (42) 3272 8930 - pascom@pspsp.com.br
    Está obra de evangelização não possui fins lucrativos e é custeada através do dinheiro do dízimo
    Desenvolvido por Rinaldo M. Heil