Evangelho Comentado por Pe. Carlo Battistoni - Centro Bíblico Regnum Dei

 IV Domingo do Advento


23 de dezembro de 2012



   

«Maria partiu para a região montanhosa, dirigindo-se, apressadamente, a uma cidade da Judeia. Entrou na casa de Zacarias e cumprimentou Isabel. Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança pulou no seu ventre e Isabel ficou cheia do Espírito Santo. Com um grande grito exclamou: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre! Como posso merecer que a mãe do meu Senhor me venha visitar? Logo que a tua saudação chegou aos meus ouvidos, a criança pulou de alegria no meu ventre. Bem-aventurada aquela que acreditou, porque será cumprido o que o Senhor lhe prometeu”.» (Lc. 1,39-45)

 


 

 Quando Deus entra a fazer parte da nossa vida não o faz de modo ostensivo, não irrompe, mas delicada e cuidadosamente prepara de antemão as condições que nos permitem de reconhecê-lo.  Então, nunca é apenas um fato, nunca é um episódio de  demonstração patente o meio que Deus usa preferencialmente; pois, dessa forma, não haveria espaço para a liberdade, o risco, a boa disposição do homem. As coisas que descobrimos com esforço entram mais profundamente na nossa vida do que tudo quanto nos é lançado no rosto. O mistério de Deus presente no meio dos homens segue as mesmas regras: pode ser percebido somente na absoluta discrição.

 

A primeira leitura de hoje nos recorda uma brecha de luz no meio de um momento extremamente atormentado da vida de Israel. Miqueias era um profeta contemporâneo de Isaías, ambos agiam tentando recordar a Israel sua vocação de povo consagrado. O que isso significa não é difícil de se entender: por ter sido objeto da ação gratuita e cuidadosa de Deus, Israel deveria ter aprendido em sua história, a saber confiar Nele, a saber esperar Dele a resposta aos seus problemas. De fato naquele momento histórico, Israel via seu futuro comprometido, sentia-se esmagado e prestes a sucumbir diante do poder militar e político de outros povos que estavam para invadir o seu território. Estava diante de Israel o questionamento sobre a efetiva possibilidade de realização das promessas de Deus quanto à liberdade, ao “shalom” (que significa paz e prosperidade), à firmeza do reino de Israel. Tudo estava em dúvida... Não existiam muitas esperanças diante das lâminas dos carros dos Assírios, dos seus arqueiros que tinham a fama de soldados que não deixavam prisioneiros mas “montanhas de caveiras” (conforme descrevem historiadores da época) como rastro... Diante disso se afirmava a tentação de resolver os problemas com os meios conhecidos: aliar-se com os Egípcios, recorrer a estratégias políticas etc.

 

Porém não é esse o caminho o Senhor.

 

Deus muitas vezes escolhe aqueles caminhos que nós descartaríamos. Miqueias exorta para esperar, para confiar não obstante tudo; convida a permanecer firmemente agarrados à certeza de que Deus nunca traiu ninguém, nunca deixou alguém sem resposta mesmo que esta se dê por caminhos imprevisíveis. Então, a situação que para os que somente se detinham na consideração dos fatos, nada mais era que uma derrota, para o Profeta é um momento de transição que prepara, purifica, faz crescer a expectativa e intensifica a confiança na ação firme e providente de Deus. Quem não é imediatista, quem aprende a ver mais adiante, sabe julgar melhor também o que está mais perto. Abre-se assim o caminho para a figura de um “alguém” que, segundo o profeta, agirá em nome do Senhor, que terá a força do Senhor. Contudo, para o Profeta a imagem é obnubilada, ele não sabe exatamente do que se trate. Geralmente, a incerteza que não consegue delinear os contornos é um sinal de autenticidade da intuição dos profetas; isso porque é sempre mais fácil definir o que nós sentimos do definir aquilo que Outra Pessoa queira nos dizer. Nessa condição o Profeta indica Belém como sendo a cidade que verá a origem desta “Esperado”. Tem algo a mais: Miqueias intuiu que as “origens do Enviado são da antiguidade”. Ora, com a expressão “antiguidade” não se fazia uma referência temporal, se indicava algo que desde sempre, antes do tempo, prescindindo do tempo, já estava preparado por Deus; um evento que, de dentro do coração de Deus estava pronto para entrar no tempo dos homens. Chama a atenção também a referência a uma “jovem” que deve dar à luz, o que encontramos também na pregação e Isaías.

 

Enfim, a Escritura dava muitos indícios, mas nada de claro; muitos sinais e poucas certezas. É nesse estado de ânimo que Deus oferece o encontro com seu Filho a todos os homens. Um Filho capaz de ser encontrado somente por quem está atento e disposto a ouvir, humildemente, os sinais. Nada de ostensivo.

 

Como sempre Deus é capaz de nos surpreender, de ir além das possíveis expectativas. Assim sendo, ninguém teria, imaginado que o “Esperado” não seria somente um homem investido da potência de Deus (como disseram algumas doutrinas nascidas logo após a morte de Jesus e que voltaram de moda nestes últimos anos), mas o próprio Deus-homem, Jesus.

 

É todo esse contexto psicológico, espiritual que envolvia tanto Maria quanto Isabel; e essa tensão de expectativa prorrompe na alegria que transparece do encontro entre Maria e Isabel. Eram duas mulheres que estavam fazendo em si mesmas a experiência de que Deus é fiel à sua palavra, de que Deus envolve e santifica a vida de quem está bem disposto e não põe condições.

 

O Evangelho nos coloca em contato com alguém que soube acreditar que Deus é capaz de surpreender-nos: Maria. «Feliz es tu porque acreditaste» lhe disse Isabel. Feliz é todo aquele que aprendeu em sua vida a dar um crédito a quanto Deus diz. Feliz é todo aquele que não se detêm naquilo que vê, mas se deixa conduzir pela visão penetrante, o “olhar do coração” que enxerga aquilo que outros não veem; é uma visão que nasce na calma e na sutil consciência de sentir-se à presença de Deus. «Feliz es tu porque acreditaste»... a felicidade que Deus nos oferece toma forma em nós apenas quando se conseguiu dar aquele passo que exige acreditar no impossível, naquilo que não dá para ver, numa luz aonde reinam as trevas. Assim, ver e constatar que Deus se faz presente exatamente ali onde menos se esperaria, aumenta a relação de fé e de amor. Sim, porque não se funda mais sobre sensações, mas sim sobre fatos, fatos reais.

 

O trecho do Evangelho que acabamos de ler, quer nos tornar participes da mesma alegria de duas mães envolvidas por um único mistério: Deus que entra na nossa vida.

 

São duas pessoas que, em diferentes situações, em diferentes idades, fazem a mesma experiência: vale a pena confiar em Deus!

 

O resultado é a alegria, uma alegria contagiante que prorrompe e envolve os outros, até «o menino estremeceu em seu seio». Maria e Isabel sentiram-se unidas além das palavras além de qualquer possível explicação. Ambas “sabiam” quem é Deus, e quando se “sabe” quem é Deus, as palavras se tornam obsoletas: as pessoas se entendem sem precisar explicar nada.

 

Fazer a mesma profunda experiência da ação eficaz e viva de Deus une, dispensando motivações, detalhes, tentativas humanas. Reconhecer a ação de Deus faz com que duas pessoas se “reconheçam” também entre si, elas se reconhecem naquilo que a outra vive, unindo-se assim na alegria de fazer a mesma experiência de graça. Se reconhecem em Deus e não nas razões ou na praxe, nas atividades etc.

 

Quantas verdades nos ensina este episódio!

 

Se soubéssemos encontrar-nos mais sobre a contemplação e a partilha das coisas maravilhosas que Deus opera antes do que sobre as opiniões e atividades!

 

O encontro de Isabel e Maria é o protótipo de todos os encontros autênticos; nos diz como e sobre o que as pessoas poderão sempre se encontrar. Ambas, embora envolvidas por eventos tão grandes, deixavam de lado o protagonismo para se projetar em Deus. Nenhuma das duas se sentia o centro da atenção, nenhuma pretendia que “a outra reconhecesse que...”, não, pelo contrário. Maria e Isabel se alegravam uma pela outra, e ambas pela bondade do Senhor. É assim que se faz unidade. Uma via na outra as grandes coisas que Deus é capaz de fazer, uma se tornava para a outra o sinal da presença de Deus no mundo.  Ambas se alegravam porque amavam o mesmo Senhor e por Ele se sentiam amadas com intensidade inexplicável.

 

Do mesmo modo que Maria e Isabel, duas pessoas se encontram não quando acham um “meio termo” que satisfaça um pouco cada um, tal “ajuste” é artificioso e, provavelmente, destinado a durar mais ou menos tempo dependendo das circunstâncias. O encontro verdadeiro acontece quando duas pessoas perdem a si mesmas e, juntas, olham para o mesmo lugar. E isso vale ainda mais se o lugar para o qual apontam é Infinito. 

 

Uma boa preparação para o Natal do Senhor!
Pe. Carlo


Postado em: 20/12/2012 as 17:29:52





Leia também


01 de agosto de 2014   -   XVIII Domingo do Tempo Comum


20 de julho de 2014   -   XVI Domingo do Tempo Comum


06 de julho de 2014   -   XII Domingo do Tempo Comum


22 de junho de 2014   -   XII Domingo do Tempo Comum


01 de junho de 2014   -   Ascenção do Senhor


18 de maio de 2014   -   V Domingo de Páscoa


00 de de 0000   -   II Domingo da Quaresma


02 de março de 2013   -   VIII Domingo do Tempo Comum


23 de fevereiro de 2014   -   VII Domingo do Tempo Comum


09 de fevereiro de 2014   -   V Domingo do Tempo Comum


02 de fevereiro de 2014   -   Festa da Apresentação do Senhor


22 de dezembro de 2013   -   IV Domingo do Advento


08 de dezembro de 2013   -   Festa da Imaculada Conceição de Maria


01 de dezembro de 2013   -   I Domingo do Advento


17 de novembro de 2013   -   XXXIII Domingo do Tempo Comum


10 de novembro de 2013   -   XXXII Domingo do Tempo Comum


03 de novembro de 2013   -   Festa de Todos os Santos


27 de outubro de 2013   -   XXX Domingo do Tempo Comum


20 de outubro de 2013   -   XXIX Domingo do Tempo Comum


13 de outubro de 2013   -   XXVIII Domingo do Tempo Comum


06 de outubro de 2013   -   XXVII Domingo do Tempo Comum


29 de setembro de 2013   -   XXVI Domingo do Tempo Comum


22 de setembro de 2013   -   XXV Domingo do Tempo Comum


15 de setembro de 2013   -   XXIV Domingo do Tempo Comum


01 de setembro de 2013   -   XXII Domingo do Tempo Comum


25 de agosto de 2013   -   XXI Domingo do Tempo Comum


18 de agosto de 2013   -   Assunção de Nossa Senhora


11 de agosto de 2013   -   XIX Domingo do Tempo Comum


00 de de 0000   -   XIX Domingo do Tempo Comum


04 de agosto de 2013   -   XVIII Domingo do Tempo Comum


28 de julho de 2013   -   XVII Domingo do Tempo Comum


21 de julho de 2013   -   XVI Domingo do Tempo Comum


14 de julho de 2013   -   XV Domingo do Tempo Comum


30 de junho de 2013   -   São Pedro e São Paulo


23 de junho de 2013   -   XII Domingo do Tempo Comum


16 de junho de 2013   -   XI Domingo do Tempo Comum


09 de junho de 2013   -   X Domingo do Tempo Comum


02 de junho de 2013   -   IX Domingo do Tempo Comum


19 de maio de 2013   -   Domingo de Pentecostes


12 de maio de 2013   -   Solenidade da Ascensão


05 de maio de 2013   -   VI Domingo de Páscoa


28 de abril de 2013   -   V Domingo de Páscoa


29 de abril de 2013   -   IV Domingo de Páscoa


07 de abril de 2013   -   II Domingo de Páscoa


24 de março de 2013   -   Domingo de Ramos


17 de março de 2013   -   V Domingo de Quaresma


10 de março de 2013   -   IV Domingo de Quaresma


03 de março de 2013   -   III Domingo de Quaresma


24 de fevereiro de 2013   -   II Domingo de Quaresma


23 de fevereiro de 2013   -   II Domingo de Quaresma


17 de fevereiro de 2013   -   I Domingo de Quaresma


10 de fevereiro de 2013   -   V Domingo do Tempo Comum


03 de fevereiro de 2013   -   IV Domingo do Tempo Comum


27 de janeiro de 2013   -   III Domingo do Tempo Comum


20 de janeiro de 2013   -   II Domingo do Tempo Comum


13 de janeiro de 2013   -   Festa do Batismo do Senhor


30 de dezembro de 2012   -   Festa da Sagrada Família


23 de dezembro de 2012   -   IV Domingo do Advento


16 de dezembro de 2012   -   III Domingo do Advento


09 de dezembro de 2012   -   II Domingo do Advento


02 de dezembro de 2012   -   I Domingo do Advento


25 de novembro de 2012   -   Festa de Cristo Rei


18 de novembro de 2012   -   XXXIII Domingo de Tempo Comum


11 de novembro de 2012   -   XXXII Domingo de Tempo Comum


04 de novembro de 2012   -   Festa de todos os Santos


28 de outubro de 2012   -   XXX Domingo de Tempo Comum


21 de outubro de 2012   -   XXIX Domingo de Tempo Comum


14 de outubro de 2012   -   XXVIII Domingo de Tempo Comum


07 de outubro de 2012   -   XXVII Domingo de Tempo Comum


30 de setembro de 2012   -   XXVI Domingo de Tempo Comum


23 de setembro de 2012   -   XXV Domingo de Tempo Comum


16 de setembro de 2012   -   XXIV Domingo de Tempo Comum


09 de setembro de 2012   -   XXIII Domingo de Tempo Comum


02 de setembro de 2012   -   XXII Domingo do Tempo Comum


26 de agosto de 2012   -   XXI Domingo do Tempo Comum


19 de agosto de 2012   -   Assunção de Maria ao Céu


12 de agosto de 2012   -   XIX Domingo do Tempo Comum


05 de agosto de 2012   -   XVIII Domingo do Tempo Comum


29 de julho de 2012   -   XVII Domingo do Tempo Comum


22 de julho de 2012   -   XVI Domingo do Tempo Comum


15 de julho de 2012   -   XV Domingo do Tempo Comum


08 de julho de 2012   -   XIV Domingo do Tempo Comum


01 de julho de 2012   -   São Pedro e São Paulo


24 de junho de 2012   -   Nascimento de João Batista


17 de junho de 2012   -   XI Domingo do Tempo Comum


10 de junho de 2012   -   X Domingo do Tempo Comum


07 de junho de 2012   -   Corpus Christi‏


03 de junho de 2012   -   Festa da Santíssima Trindade


27 de maio de 2012   -   Domingo de Pentecostes


20 de maio de 2012   -   Ascensão de Nosso Senhor


13 de maio de 2012   -   VI Domingo de Páscoa


06 de maio de 2012   -   V Domingo de Páscoa


29 de abril de 2012   -   IV Domingo de Páscoa


22 de abril de 2012   -   III Domingo de Páscoa


15 de abril de 2012   -   II Domingo de Páscoa


08 de abril de 2012   -   Domingo de Páscoa


01 de abril de 2012   -   Domingo de Ramos


25 de março de 2011   -   V Domingo da Quaresma


18 de março de 2011   -   IV Domingo da Quaresma


11 de março de 2012   -   III Domingo da Quaresma


04 de março de 2012   -   II Domingo da Quaresma


26 de fevereiro de 2012   -   I Domingo de Quaresma


19 de fevereiro de 2012   -   VII Domingo do Tempo Comum


12 de fevereiro de 2012   -   VI Domingo do Tempo Comum


05 de fevereiro de 2012   -   V Domingo do Tempo Comum


29 de janeiro de 2012   -   IV Domingo do Tempo Comum


22 de janeiro de 2012   -   III Domingo do Tempo Comum


15 de janeiro de 2011   -   II Domingo do Tempo Comum


25 de dezembro de 2011   -   Natal do Senhor


18 de dezembro de 2011   -   IV Domingo do Advento


11 de dezembro de 2011   -   III Domingo do Advento


04 de dezembro de 2011   -   II Domingo de Advento


27 de novembro de 2011   -   I Domingo do Advento


20 de novembro de 2011   -   Festa de Cristo Rei


13 de novembro de 2011   -   XXXIII Domingo do Tempo Comum


30 de outubro de 2011   -   XXXI Domingo do Tempo Comum


23 de outubro de 2011   -   XXX Domingo do Tempo Comum


16 de outubro de 2011   -   XXIX Domingo do Tempo Comum


09 de outubro de 2011   -   XXVIII Domingo do Tempo Comum


02 de outubro de 2011   -   XXVII Domingo do Tempo Comum


25 de setembro de 2011   -   XXVI Domingo do Tempo Comum


15 de setembro de 2011   -   XXV Domingo do Tempo Comum


11 de setembro de 2011   -   XXIV Domingo do Tempo Comum


04 de setembro de 2011   -   XXIII Domingo do Tempo Comum


28 de agosto de 2011   -   XXII Domingo do Tempo Comum


21 de agosto de 2011   -   Assunção de Nossa Senhora


14 de agosto de 2011   -   20° Domingo do Tempo Comum


07 de agosto de 2011   -   XIX Domingo de Tempo Comum


31 de julho de 2011   -   XVIII Domingo do Tempo Comum


24 de julho de 2011   -   XVII Domingo do Tempo Comum


17 de julho de 2011   -   XVI Domingo do Tempo Comum


10 de julho de 2011   -   XV Domingo do Tempo Comum


03 de julho de 2011   -   São Pedro e São Paulo


26 de junho de 2011   -   XIII Domingo do Tempo Comum


19 de junho de 2011   -   FESTA DA SANTÍSSIMA TRINDADE


12 de junho de 2011   -   Domingo de Pentecostes


05 de junho de 2011   -   Ascensão do Senhor


29 de maio de 2011   -   VI Domingo de Páscoa


22 de maio de 2011   -   V Domingo de Páscoa


15 de maio de 2011   -   IV Domingo de Páscoa


08 de maio de 2001   -   III Domingo de Páscoa


01 de maio de 2011   -   II Domingo de Páscoa


24 de abril de 2011   -   PÁSCOA DA RESSURREIÇÃO


17 de abril de 2011   -   Domingo de Ramos


10 de abril de 2011   -   V Domingo de Quaresma


03 de abril de 2011   -   IV Domingo da Quaresma


27 de março de 2011   -   III Domingo da Quaresma


20 de março de 2011   -   II Domingo da Quaresma


13 de março de 2011   -   I DOMINGO DE QUARESMA


06 de março de 2011   -   IX Domingo tempo comum


27 de fevereiro de 2011   -   VIII Domingo do Tempo Comum


20 de fevereiro de 2011   -   VII Domingo do Tempo Comum


13 de fevereiro de 2011   -   VI Domingo do Tempo Comum


06 de fevereiro de 2011   -   V DOMINGO DO TEMPO COMUM


30 de janeiro de 2011   -   IV DOMINGO DO TEMPO COMUM


23 de janeiro de 2011   -   III DOMINGO DO TEMPO COMUM


16 de janeiro de 2011   -   II DOMINGO DO TEMPO COMUM


09 de janeiro de 2011   -   BATISMO DO SENHOR


02 de janeiro de 2011   -   EPIFANIA DE NOSSO SENHOR


25 de dezembro de 2010   -   Natal do Senhor


19 de dezembro de 2010   -   IV DOMINGO DE ADVENTO


12 de dezembro de 2010   -   III DOMINGO DE ADVENTO


05 de dezembro de 2010   -   II DOMINGO DE ADVENTO


28 de novembro de 2010   -   I DOMINGO DE ADVENTO


21 de novembro de 2010   -   FESTA DE CRISTO REI


07 de novembro de 2010   -   XXXII Domingo do Tempo Comum


31 de outubro de 2010   -   XXXI Domingo do Tempo Comum





Pesquisar no Site


  • Newsletter

  • Paróquia São Pedro e São Paulo - Diocese de Ponta Grossa - Telêmaco Borba - Paraná
    Sociedade Beneficiente São Pedro - Fone: (42)3272 8557 / (42) 3272 8930 - pascom@pspsp.com.br
    Está obra de evangelização não possui fins lucrativos e é custeada através do dinheiro do dízimo
    Desenvolvido por Rinaldo M. Heil