Evangelho Comentado por Pe. Carlo Battistoni - Centro Bíblico Regnum Dei

 Assunção de Nossa Senhora


21 de agosto de 2011



   

«Naqueles dias, Maria se dirigiu a toda pressa para a região montanhosa, a uma cidade da Judéia.  Entrou na casa de Zacarias e saudou Isabel. Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, o menino saltou no seio dela e ficou cheia do Espírito Santo. Então, exclamou em voz alta: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu seio! De onde me vem a felicidade de que a mãe do meu Senhor venha me visitar? Logo que ouvi a voz da tua saudação, o menino saltou de alegria em meu seio. Sim, feliz a que acreditou na realização do que lhe foi dito da parte do Senhor!”. Então, Maria disse: “Minha alma engrandece o Senhor, meu espírito alegra-se intensamente em Deus meu Salvador, porque olhou para a humildade da sua serva. De agora em diante, todas as gerações me chamarão bem-aventurada, porque o Todo-Poderoso fez em mim grandes coisas. Santo é seu Nome e Sua misericórdia se estende de geração em geração sobre os que o temem. Manifestou a força de seu braço, dispersou os homens de coração soberbo. Derrubou os poderosos de seus tronos e elevou os humildes. Deixou os famintos satisfeitos, despediu os ricos de mãos vazias. Socorreu Israel, seu servo, lembrando-se da sua misericórdia - conforme tinha prometido aos nossos pais - para com Abraão e sua descendência, para sempre!”. Maria ficou cerca de três meses com Isabel. Depois voltou para a sua casa.» (Lc. 1,39-56).

 


A solenidade que celebramos hoje vê lado a lado o triunfo do amor incondicional de Maria e a delicada e fiel resposta de Deus.  É o apogeu de um diálogo começado e nunca encerrado entre a humanidade humilde, esperançosa, “serva” e a “justiça”, (isto é: a fidelidade) sem limites de Deus que realiza toda expectativa, com doçura e força. Um diálogo que vê a criatura humana alcançar a sua mais autêntica vocação: transcender a si mesma projetada ao infinito.

 

È o desfecho do mais autentico milagre que acontece quando homem e Deus se encontram de verdade, sem opor limites um ao outro.

 

A Igreja sempre viu em Maria a antecipação da humanidade nova ou seja a humanidade que consegue realizar a sua vocação radical ao amor à comunhão. Maria é percebida em toda a tradição da Igreja como o sinal visível do que se dá com todas as pessoas que sabem transpor a barreira de suas convicções particulares, de suas experiências privadas para se lançarem confiantes nas mãos de Deus o qual é percebido não como rival, mas como centro da própria vida. Esta centralidade de Deus na vida de Maria, foi a base sobre a qual desde os primeiros tempos das comunidade cristãs ficou evidente para todos que na Mãe do Senhor, se tornou possível o superamento da morte como experiência traumática de ruptura. É inexplicável como em nenhum texto antigo encontremos algum testemunho (até fantasioso) sobre a morte de Maria! Será um caso? Será um descuido? Será uma atitude superficial? Difícil de admitir que seja assim. Pelo contrário encontramos expressões estranhas, não usadas na linguagem comum, provavelmente forjadas de propósito para expressar algo que os primeiros cristãos experimentaram quanto a Maria. Os Evangelhos apócrifos falam de “dormição” (...!) de Maria (Ev. De S. João o “teólogo”); e assim também alguns escritos de autores cristãos como Melitone de Sardi. O que será que eles queriam expressar com esta palavra criada de propósito? Vamos deixar de lado algumas fantasias que mais atrapalham do que ajudam. O que aconteceu com Maria, e que celebramos hoje, tem uma lógica e pouco de fantasioso. A palavra “assunção” vem do latim e significa “tomar consigo”, “em si”. Evidentemente algumas imagens plásticas nos apresentam Maria como “voando para o céu no meio de nuvens”, precisamos respeitar estas formas expressivas sem, contudo deixar que nos influenciem demais.

 

Será um fato estranho à linguagem bíblica? Com certeza não, pois também na Escritura temos dois casos estranhos em que não se fala de “morte” de dois personagens: um se chamava Enoch (Gen. 5,24) e outro Elias (2Rs. 2,11); deles a Bíblia apenas diz: «Deus o tomou consigo» e, «foi arrebatado». Trata-se de duas pessoas que a Escritura caracteriza como pessoas que «andavam com Deus» para indicar a harmonia, a mesma que os cristãos viram entre o coração de Maria e o coração de Deus.

 

 

Sabemos que a palavra “pecado” significa “distância” entre o objetivo e o lugar onde apontamos o nosso alvo. O pecado que está na origem de todos os outros atos negativos que rompem a comunhão e dificultam o amor, o pecado “original” consiste no desejo de se auto-realizar prescindindo de Deus, prescindindo da Sua palavra. É a autonomia absoluta elevada ao nível de princípio; “eu quero!”, “eu não preciso”, “eu sei”... 

 

Ora, na Mãe de Jesus, os cristãos sempre reconheceram a profunda sintonia entre o projeto privado de Maria e o projeto de Deus ao qual se entregou totalmente a ponto de não haver “distância” (pecado) entre as duas vontades. É uma fusão de corações, o coração de Deus e o Coração de Maria que davam origem à mais admirável ação de Deus para com o homem: a possibilidade de Ele, o Senhor do cosmo e da história, entrar no cosmo e na história do homem.  

 

É nesta profunda associação entre Maria e Deus, feito seu Filho, que desde o início a Igreja acreditou, mesmo se ao longo de séculos não sentiu a necessidade de proclama-la oficialmente. Sim, como Maria com exclusividade e totalidade aderiu a Deus servindo e amando o seu Filho, assim também Deus, no seu Filho, aderiu sem restrições a Maria dando a Ela o que de mais precioso tinha para dar a uma pessoa humana. È o mais alto intercâmbio de amor do qual a história da fé possa lembrar.

 

A este ponto: como seria possível que Ela vivesse a morte como experiência traumática de ruptura? Quanto mais o coração de uma pessoa está preso a “coisas” ou projetos privados tanto mais a morte é percebida e sentida como trauma, como ruptura,, como “morte”, “fim”. Mas se o coração de alguém está já livre, projetado nas realidades que não terminam, se o amor sempre foi o centro de sua vida pois bem, neste caso como todo o peso que a morte tem em si mesma, com todo o sofrimento que ela sempre acarreta, contudo não é percebida nem vivida como “fim”, mas apenas como o “ultimo de tantos atos de entrega a Deus”. Assim, ao último ato de entrega de Maria, Deus responde “tomando-A consigo”! O Altíssimo deu a sua resposta ao amor incondicional Daquela em que havia acreditado entregando-Lhe o que de mais precioso tinha: Seu Filho. 

 

È isto que os cristãos acreditam. Maria é a garantia visível de que o que Deus diz é possível!    ...E é possível para todo homem.

 

Contrariamente a qualquer mito que endeusa o homem, em Maria vemos por primeira realizado o resultado da verdadeira dinâmica que “diviniza” o homem. È a dinâmica do diálogo, do intercâmbio total. Por esta “lei”, toda pessoa que trilhar o mesmo caminho de Maria, dentro de suas condições, mas com totalidade, como Ela será associada ao Senhor.

 

Maria partilhou o desejo de Deus, fez do desejo de Deus o seu desejo, a sua vida. Como resposta Deus realizou em Maria –como antecipação- o desejo do Filho, que no final de sua vida Lhe pediu: «Pai, aqueles que me deste, quero que eles também estejam onde eu estiver...» (Jo.17, 24). E assim foi: Deus havia dado Maria, uma moça forte e corajosa da Galiléia a Jesus; uma vez glorificado, fez Dela uma “mulher vestida de sol” participante da glória do próprio Filho.

 

Mãe e Filho, unidos uma vez pela adesão à palavra, dada e recebida, unidos para sempre pela força desta mesma palavra. Eles, que haviam depositado na realização do projeto do Pai toda sua vida, fizeram do serviço a esta vontade a motivação de sua existência. A seu amor incondicional o Pai responde, como sempre faz.

 

«Eis a serva do Senhor» continua dizendo a cada um de nós Aquela que humildemente pôs a sua vida à disposição de Deus, Aquela que deseja que em cada um de nós se realize a firme certeza do Filho: «onde eu estiver, estará também meu servidor. Se alguém me servir, o Pai o honrará» (Jo, 12,26). Estar à disposição de Deus e do Seu projeto de amor para com os homens é ainda hoje a única resposta capaz de desafiar a arrogância do orgulho.

 

È a lógica que “confunde os fortes” que «derruba os poderosos de seus tronos».

 

Que esta solenidade tão rica, memória e antecipação do grande dom que Deus reserva para os que sabem confiar, alegre a nossa vida e nos projete, com entusiasmo, no mundo, portadores daquela realidade que supera o mundo.


Postado em: 19/08/2011 as 13:39:02





Leia também


01 de agosto de 2014   -   XVIII Domingo do Tempo Comum


20 de julho de 2014   -   XVI Domingo do Tempo Comum


06 de julho de 2014   -   XII Domingo do Tempo Comum


22 de junho de 2014   -   XII Domingo do Tempo Comum


01 de junho de 2014   -   Ascenção do Senhor


18 de maio de 2014   -   V Domingo de Páscoa


00 de de 0000   -   II Domingo da Quaresma


02 de março de 2013   -   VIII Domingo do Tempo Comum


23 de fevereiro de 2014   -   VII Domingo do Tempo Comum


09 de fevereiro de 2014   -   V Domingo do Tempo Comum


02 de fevereiro de 2014   -   Festa da Apresentação do Senhor


22 de dezembro de 2013   -   IV Domingo do Advento


08 de dezembro de 2013   -   Festa da Imaculada Conceição de Maria


01 de dezembro de 2013   -   I Domingo do Advento


17 de novembro de 2013   -   XXXIII Domingo do Tempo Comum


10 de novembro de 2013   -   XXXII Domingo do Tempo Comum


03 de novembro de 2013   -   Festa de Todos os Santos


27 de outubro de 2013   -   XXX Domingo do Tempo Comum


20 de outubro de 2013   -   XXIX Domingo do Tempo Comum


13 de outubro de 2013   -   XXVIII Domingo do Tempo Comum


06 de outubro de 2013   -   XXVII Domingo do Tempo Comum


29 de setembro de 2013   -   XXVI Domingo do Tempo Comum


22 de setembro de 2013   -   XXV Domingo do Tempo Comum


15 de setembro de 2013   -   XXIV Domingo do Tempo Comum


01 de setembro de 2013   -   XXII Domingo do Tempo Comum


25 de agosto de 2013   -   XXI Domingo do Tempo Comum


18 de agosto de 2013   -   Assunção de Nossa Senhora


11 de agosto de 2013   -   XIX Domingo do Tempo Comum


00 de de 0000   -   XIX Domingo do Tempo Comum


04 de agosto de 2013   -   XVIII Domingo do Tempo Comum


28 de julho de 2013   -   XVII Domingo do Tempo Comum


21 de julho de 2013   -   XVI Domingo do Tempo Comum


14 de julho de 2013   -   XV Domingo do Tempo Comum


30 de junho de 2013   -   São Pedro e São Paulo


23 de junho de 2013   -   XII Domingo do Tempo Comum


16 de junho de 2013   -   XI Domingo do Tempo Comum


09 de junho de 2013   -   X Domingo do Tempo Comum


02 de junho de 2013   -   IX Domingo do Tempo Comum


19 de maio de 2013   -   Domingo de Pentecostes


12 de maio de 2013   -   Solenidade da Ascensão


05 de maio de 2013   -   VI Domingo de Páscoa


28 de abril de 2013   -   V Domingo de Páscoa


29 de abril de 2013   -   IV Domingo de Páscoa


07 de abril de 2013   -   II Domingo de Páscoa


24 de março de 2013   -   Domingo de Ramos


17 de março de 2013   -   V Domingo de Quaresma


10 de março de 2013   -   IV Domingo de Quaresma


03 de março de 2013   -   III Domingo de Quaresma


24 de fevereiro de 2013   -   II Domingo de Quaresma


23 de fevereiro de 2013   -   II Domingo de Quaresma


17 de fevereiro de 2013   -   I Domingo de Quaresma


10 de fevereiro de 2013   -   V Domingo do Tempo Comum


03 de fevereiro de 2013   -   IV Domingo do Tempo Comum


27 de janeiro de 2013   -   III Domingo do Tempo Comum


20 de janeiro de 2013   -   II Domingo do Tempo Comum


13 de janeiro de 2013   -   Festa do Batismo do Senhor


30 de dezembro de 2012   -   Festa da Sagrada Família


23 de dezembro de 2012   -   IV Domingo do Advento


16 de dezembro de 2012   -   III Domingo do Advento


09 de dezembro de 2012   -   II Domingo do Advento


02 de dezembro de 2012   -   I Domingo do Advento


25 de novembro de 2012   -   Festa de Cristo Rei


18 de novembro de 2012   -   XXXIII Domingo de Tempo Comum


11 de novembro de 2012   -   XXXII Domingo de Tempo Comum


04 de novembro de 2012   -   Festa de todos os Santos


28 de outubro de 2012   -   XXX Domingo de Tempo Comum


21 de outubro de 2012   -   XXIX Domingo de Tempo Comum


14 de outubro de 2012   -   XXVIII Domingo de Tempo Comum


07 de outubro de 2012   -   XXVII Domingo de Tempo Comum


30 de setembro de 2012   -   XXVI Domingo de Tempo Comum


23 de setembro de 2012   -   XXV Domingo de Tempo Comum


16 de setembro de 2012   -   XXIV Domingo de Tempo Comum


09 de setembro de 2012   -   XXIII Domingo de Tempo Comum


02 de setembro de 2012   -   XXII Domingo do Tempo Comum


26 de agosto de 2012   -   XXI Domingo do Tempo Comum


19 de agosto de 2012   -   Assunção de Maria ao Céu


12 de agosto de 2012   -   XIX Domingo do Tempo Comum


05 de agosto de 2012   -   XVIII Domingo do Tempo Comum


29 de julho de 2012   -   XVII Domingo do Tempo Comum


22 de julho de 2012   -   XVI Domingo do Tempo Comum


15 de julho de 2012   -   XV Domingo do Tempo Comum


08 de julho de 2012   -   XIV Domingo do Tempo Comum


01 de julho de 2012   -   São Pedro e São Paulo


24 de junho de 2012   -   Nascimento de João Batista


17 de junho de 2012   -   XI Domingo do Tempo Comum


10 de junho de 2012   -   X Domingo do Tempo Comum


07 de junho de 2012   -   Corpus Christi‏


03 de junho de 2012   -   Festa da Santíssima Trindade


27 de maio de 2012   -   Domingo de Pentecostes


20 de maio de 2012   -   Ascensão de Nosso Senhor


13 de maio de 2012   -   VI Domingo de Páscoa


06 de maio de 2012   -   V Domingo de Páscoa


29 de abril de 2012   -   IV Domingo de Páscoa


22 de abril de 2012   -   III Domingo de Páscoa


15 de abril de 2012   -   II Domingo de Páscoa


08 de abril de 2012   -   Domingo de Páscoa


01 de abril de 2012   -   Domingo de Ramos


25 de março de 2011   -   V Domingo da Quaresma


18 de março de 2011   -   IV Domingo da Quaresma


11 de março de 2012   -   III Domingo da Quaresma


04 de março de 2012   -   II Domingo da Quaresma


26 de fevereiro de 2012   -   I Domingo de Quaresma


19 de fevereiro de 2012   -   VII Domingo do Tempo Comum


12 de fevereiro de 2012   -   VI Domingo do Tempo Comum


05 de fevereiro de 2012   -   V Domingo do Tempo Comum


29 de janeiro de 2012   -   IV Domingo do Tempo Comum


22 de janeiro de 2012   -   III Domingo do Tempo Comum


15 de janeiro de 2011   -   II Domingo do Tempo Comum


25 de dezembro de 2011   -   Natal do Senhor


18 de dezembro de 2011   -   IV Domingo do Advento


11 de dezembro de 2011   -   III Domingo do Advento


04 de dezembro de 2011   -   II Domingo de Advento


27 de novembro de 2011   -   I Domingo do Advento


20 de novembro de 2011   -   Festa de Cristo Rei


13 de novembro de 2011   -   XXXIII Domingo do Tempo Comum


30 de outubro de 2011   -   XXXI Domingo do Tempo Comum


23 de outubro de 2011   -   XXX Domingo do Tempo Comum


16 de outubro de 2011   -   XXIX Domingo do Tempo Comum


09 de outubro de 2011   -   XXVIII Domingo do Tempo Comum


02 de outubro de 2011   -   XXVII Domingo do Tempo Comum


25 de setembro de 2011   -   XXVI Domingo do Tempo Comum


15 de setembro de 2011   -   XXV Domingo do Tempo Comum


11 de setembro de 2011   -   XXIV Domingo do Tempo Comum


04 de setembro de 2011   -   XXIII Domingo do Tempo Comum


28 de agosto de 2011   -   XXII Domingo do Tempo Comum


21 de agosto de 2011   -   Assunção de Nossa Senhora


14 de agosto de 2011   -   20° Domingo do Tempo Comum


07 de agosto de 2011   -   XIX Domingo de Tempo Comum


31 de julho de 2011   -   XVIII Domingo do Tempo Comum


24 de julho de 2011   -   XVII Domingo do Tempo Comum


17 de julho de 2011   -   XVI Domingo do Tempo Comum


10 de julho de 2011   -   XV Domingo do Tempo Comum


03 de julho de 2011   -   São Pedro e São Paulo


26 de junho de 2011   -   XIII Domingo do Tempo Comum


19 de junho de 2011   -   FESTA DA SANTÍSSIMA TRINDADE


12 de junho de 2011   -   Domingo de Pentecostes


05 de junho de 2011   -   Ascensão do Senhor


29 de maio de 2011   -   VI Domingo de Páscoa


22 de maio de 2011   -   V Domingo de Páscoa


15 de maio de 2011   -   IV Domingo de Páscoa


08 de maio de 2001   -   III Domingo de Páscoa


01 de maio de 2011   -   II Domingo de Páscoa


24 de abril de 2011   -   PÁSCOA DA RESSURREIÇÃO


17 de abril de 2011   -   Domingo de Ramos


10 de abril de 2011   -   V Domingo de Quaresma


03 de abril de 2011   -   IV Domingo da Quaresma


27 de março de 2011   -   III Domingo da Quaresma


20 de março de 2011   -   II Domingo da Quaresma


13 de março de 2011   -   I DOMINGO DE QUARESMA


06 de março de 2011   -   IX Domingo tempo comum


27 de fevereiro de 2011   -   VIII Domingo do Tempo Comum


20 de fevereiro de 2011   -   VII Domingo do Tempo Comum


13 de fevereiro de 2011   -   VI Domingo do Tempo Comum


06 de fevereiro de 2011   -   V DOMINGO DO TEMPO COMUM


30 de janeiro de 2011   -   IV DOMINGO DO TEMPO COMUM


23 de janeiro de 2011   -   III DOMINGO DO TEMPO COMUM


16 de janeiro de 2011   -   II DOMINGO DO TEMPO COMUM


09 de janeiro de 2011   -   BATISMO DO SENHOR


02 de janeiro de 2011   -   EPIFANIA DE NOSSO SENHOR


25 de dezembro de 2010   -   Natal do Senhor


19 de dezembro de 2010   -   IV DOMINGO DE ADVENTO


12 de dezembro de 2010   -   III DOMINGO DE ADVENTO


05 de dezembro de 2010   -   II DOMINGO DE ADVENTO


28 de novembro de 2010   -   I DOMINGO DE ADVENTO


21 de novembro de 2010   -   FESTA DE CRISTO REI


07 de novembro de 2010   -   XXXII Domingo do Tempo Comum


31 de outubro de 2010   -   XXXI Domingo do Tempo Comum





Pesquisar no Site


  • Newsletter

  • Paróquia São Pedro e São Paulo - Diocese de Ponta Grossa - Telêmaco Borba - Paraná
    Sociedade Beneficiente São Pedro - Fone: (42)3272 8557 / (42) 3272 8930 - pascom@pspsp.com.br
    Está obra de evangelização não possui fins lucrativos e é custeada através do dinheiro do dízimo
    Desenvolvido por Rinaldo M. Heil