Evangelho Comentado por Pe. Carlo Battistoni - Centro Bíblico Regnum Dei

 I Domingo do Advento


27 de novembro de 2011



   

«Cuidado! Ficai atentos, porque não sabeis quando chegará o momento. É como um homem que, ao partir para o estrangeiro, deixou sua casa sob a responsabilidade de seus empregados, distribuindo a cada um sua tarefa. E mandou o porteiro ficar vigiando. Vigiai, portanto, porque não sabeis quando o dono da casa vem: à tarde, à meia-noite, de madrugada ou ao amanhecer. Para que não suceda que, vindo de repente, ele vos encontre dormindo. O que vos digo, digo a todos: Vigiai!»  (Mc. 13,33-37).

 


 

Como num grande ciclo que acompanhará a experiência cristã até o último dia, hoje a Igreja renova a reflexão sobre sua origem, sobre seu mistério e seu significado. É o início do ano litúrgico. Liturgia significa canto; entoar um canto de louvor às coisas grandiosas que Deus operou na história e que oferece ao homem em perspectiva. Canto de alegria na espera da realização definitiva da proposta de felicidade sem fim oferecida por Deus à sua criatura amada preferencialmente, acima dos anjos - como nos recorda a carta aos Hebreus: o homem. 

 

O Advento que hoje começa é a memória que a cada ano fazemos do auge história de amor entre o Criador e sua criatura. Celebramos os dois momentos necessários para um encontro, ou seja, quando todo o nosso ser está projetado na expectativa de algo essencial para a vida e, por outro lado quando a resposta é segura e vem com certeza. O Advento nos revela mais uma vez o “estilo” de Deus, como ele agiu na história e age na nossa vida. O nosso Deus é um “Deus que vem”, não irrompe, nem violenta a vida e a intimidade de ninguém. Apenas “vem” para os que «são seus», os que aprenderam na vida a humilde e sábia arte de esperar. O Evangelho de hoje nos ajuda a refletir sobre alguns aspectos da espera, e termina com um apelo caloroso: «Vigiai!», recordando-nos assim que é esta a atitude que nos permitirá sempre de nos encontrar com “Aquele que vem”.


Para podermo-nos enriquecer com esta leitura, creio que seja importante dar um primeiro passo: tentar excluir o preconceito de uma aparente negatividade da qual parece carregada a “vinda” do patrão da parábola. Talvez este preconceito tenha sido gerado pela utilização indevida do trecho em questão, mas tenho certeza de que não será difícil superá-lo, principalmente se levarmos em consideração as atitudes descritas no Evangelho.


O patrão deixa «sua casa» o que, no entendimento da cultura daquele momento, significava toda a sua família e seus bens. “Casa” indicava tudo quanto se tem de mais precioso. Essa expressão foi usada também no Evangelho de João quando ele nos diz de si mesmo que «acolheu Maria em sua casa» após a morte de Jesus. Além disso, o patrão não se limita a manifestar aos servos toda sua confiança, lhes entrega também o poder, ou seja, a autoridade para agir em seu nome. Vamos tentar transpor tais atitudes com a nossa vida; quais sentimentos teriamos no coração uma vez que fossemos capazes de descobrir que realmente Deus nos entregou aquilo que Ele tem de mais precioso? Como seria diferente o nosso relacionamento com Deus se apenas por um momento nos déssemos verdadeiramente conta das sérias implicações que tem esta Sua opção para conosco! O que significa ter em nossas mãos as coisas mais preciosas de Deus? Por outro lado, o que se passa dentro de nós mesmos queando entregamos aquilo que temos de mais precioso para uma outra pessoa? São esses os critérios de leitura da nossa parábola, o pressuposto que nos permitirá entender melhor aquilo que Jesus queria nos dizer.


Sem dúvida não se pode atribuir a um patrão tão confiante em seus servos uma atitude como aquela de quem esteja pronto para flagrar alguém a fim de condená-lo.


O que significa esperar? Porque esperar atentos e vigilantes?  A palavra “vigiar” indica a atitude própria de alguém que está nos campos de noite e, no silêncio do barulho quotidiano, consegue perceber sons nunca ouvidos antes. Quem “vigia” aprende a conhecer no mesmo mundo de sempre um mundo completamente novo. Aprende a afinar o ouvido e aguçar o olhar, porque a noite pode deixar confuso tudo o que se vê. É a imagem do mundo em que os “filhos de Deus” estão mergulhados, um mundo que não enxerga com a luz de Deus e, logo, pode apresentar uma realidade diferente daquilo que realmente é, uma realidade confusa. Bem como acontece quando de noite atravessamos um bosque: aparecem coisas que não existem, a não ser que saibamos exatamente do que se trata. São Paulo associava a esperança cristã à “experiência”: «A tribulação produz perseverança; a perseverança gera experiência; e a experiência a esperança. Ora, a esperança não confunde, porque o amor de Deus é derramado em nosso coração pelo Espírito Santo, que nos foi outorgado» (Rm. 5,3-4). Não se pode esperar algo que nem sequer temos certeza de que possa acontecer, podemos apenas esperar aquilo que temos certeza de que irá acontecer. Essa é a esperança cristã, uma esperança que não é utopia, sonho.  A espera não se confunde com a ganância do mundo capitalista nem com a busca utópica inconcludente que é típica do ateísmo proposto por E. Bloch, segundo o qual é a própria busca que realiza o homem. Afinal, é possível uma busca indefinida? Uma busca que não tenha já uma garantia de sucesso? A espera cristã se diferencia de qualquer quimera porque é fruto de uma experiência certa da fidelidade de Deus o qual não muda o seu comportamento e, como sempre foi fiel à sua palavra, mesmo que o homem nem sempre tenha agido e compreendido convenientemente, assim também continuará a ser fiel realizando aquilo que já prometeu e nos deu como antecipação.


Creio que Jesus nos peça para vigiar, para não adormecer, porque a esperança é vida. Vida no sentido pleno de nossa existência. A espera é movimento, uma constante dinâmica de sentimentos que se somam em nós até que venha o que esperamos ardentemente, até que se cumpra a realização do nosso anseio.


Nós esperamos algo que “vem”, ou seja, que está fora de nós, que não é nossa conquista titânica, nem fruto da nossa fantasia, mas algo que nos é oferecido gratuitamente como resultado de um encontro. Enquanto estiver viva dentro de nós a atitude de esperar,  sempre se manterão vivos o s melhore sentimentos que temos dentro de nós: fazemos experiência de humildade, porque renunciamos a “conquistar”; renovamos nossa confiança, porque sabemos que Deus não decepciona ninguém; aprendemos a saborear antecipadamente as coisas quotidianas porque não estamos sempre projetados uma “hora” antes da hora que estamos vivendo, de modo que a riqueza que temos debaixo do olhar passa despercebida porque estamos arrastados pela ânsia do futuro próximo e remoto.


A esperança e a certeza do resultado estão intrinsecamente ligadas uma à outra. A história de Moisés é um exemplo muito significativo. Ele, que tanto esperou entrar na Terra prometida, no auge da sua relação com Deus, no final de sua vida, não precisou mais entrar fisicamente numa terra que já possuía dentro de seu coração! Foi suficiente, para ele, ver que Josué estava continuando nos mesmos passos que ele havia dado junto com Deus.


A capacidade de esperar faz do homem um visível mediador entre as realidades quotidianas e o infinito que ele traz dentro de seu coração por constituição divina. O homem que espera, recorda a todos que o sentido da vida não se limita ao imediatismo que visa apagar toda cobiça, mas é projeção para aquilo que o homem sequer pode imaginar porque é de origem divina. A esperança é possível apenas para o homem que crê, o resto é alienação fantasiosa, por isso que a esperança é uma das “Virtudes” que achegam o homem a Deus.


É necessário também considerar que a espera não é passividade; é permeada de atos responsáveis: enquanto esperamos somos convidados a dar respostas e tomar decisões relativas a o que esperamos, estas decisões intermediárias acabam nos dizendo também quem somos. Enquanto esperamos nossos olhares são projetados para longe, ampliando assim nosso horizonte e nos permitem avaliar corretamente o peso e o valor de cada evento. Enquanto esperamos, não corremos, não definhamos em nossas preocupações olhando para nós mesmos; Enquanto esperamos sabemos até dar um sorriso para quem, ao nosso lado, espera também... já que a certeza da vinda daquilo que esperamos tira a angústia da busca indefinida.


Saibamos captar deste Evangelho o belíssimo apelo com o qual encerra a história de amor revelada na Sagrada Escritura. Que as últimas palavras do Apocalipse nos ajudem a valorizar aquilo que está ao nosso lado e, contemporaneamente, nos projetem além e acima de nós mesmos: «Vinde, Senhor Jesus !»

 

Um bom e santo Advento para todos!
Pe. Carlo


Postado em: 25/11/2011 as 08:42:35





Leia também


01 de agosto de 2014   -   XVIII Domingo do Tempo Comum


20 de julho de 2014   -   XVI Domingo do Tempo Comum


06 de julho de 2014   -   XII Domingo do Tempo Comum


22 de junho de 2014   -   XII Domingo do Tempo Comum


01 de junho de 2014   -   Ascenção do Senhor


18 de maio de 2014   -   V Domingo de Páscoa


00 de de 0000   -   II Domingo da Quaresma


02 de março de 2013   -   VIII Domingo do Tempo Comum


23 de fevereiro de 2014   -   VII Domingo do Tempo Comum


09 de fevereiro de 2014   -   V Domingo do Tempo Comum


02 de fevereiro de 2014   -   Festa da Apresentação do Senhor


22 de dezembro de 2013   -   IV Domingo do Advento


08 de dezembro de 2013   -   Festa da Imaculada Conceição de Maria


01 de dezembro de 2013   -   I Domingo do Advento


17 de novembro de 2013   -   XXXIII Domingo do Tempo Comum


10 de novembro de 2013   -   XXXII Domingo do Tempo Comum


03 de novembro de 2013   -   Festa de Todos os Santos


27 de outubro de 2013   -   XXX Domingo do Tempo Comum


20 de outubro de 2013   -   XXIX Domingo do Tempo Comum


13 de outubro de 2013   -   XXVIII Domingo do Tempo Comum


06 de outubro de 2013   -   XXVII Domingo do Tempo Comum


29 de setembro de 2013   -   XXVI Domingo do Tempo Comum


22 de setembro de 2013   -   XXV Domingo do Tempo Comum


15 de setembro de 2013   -   XXIV Domingo do Tempo Comum


01 de setembro de 2013   -   XXII Domingo do Tempo Comum


25 de agosto de 2013   -   XXI Domingo do Tempo Comum


18 de agosto de 2013   -   Assunção de Nossa Senhora


11 de agosto de 2013   -   XIX Domingo do Tempo Comum


00 de de 0000   -   XIX Domingo do Tempo Comum


04 de agosto de 2013   -   XVIII Domingo do Tempo Comum


28 de julho de 2013   -   XVII Domingo do Tempo Comum


21 de julho de 2013   -   XVI Domingo do Tempo Comum


14 de julho de 2013   -   XV Domingo do Tempo Comum


30 de junho de 2013   -   São Pedro e São Paulo


23 de junho de 2013   -   XII Domingo do Tempo Comum


16 de junho de 2013   -   XI Domingo do Tempo Comum


09 de junho de 2013   -   X Domingo do Tempo Comum


02 de junho de 2013   -   IX Domingo do Tempo Comum


19 de maio de 2013   -   Domingo de Pentecostes


12 de maio de 2013   -   Solenidade da Ascensão


05 de maio de 2013   -   VI Domingo de Páscoa


28 de abril de 2013   -   V Domingo de Páscoa


29 de abril de 2013   -   IV Domingo de Páscoa


07 de abril de 2013   -   II Domingo de Páscoa


24 de março de 2013   -   Domingo de Ramos


17 de março de 2013   -   V Domingo de Quaresma


10 de março de 2013   -   IV Domingo de Quaresma


03 de março de 2013   -   III Domingo de Quaresma


24 de fevereiro de 2013   -   II Domingo de Quaresma


23 de fevereiro de 2013   -   II Domingo de Quaresma


17 de fevereiro de 2013   -   I Domingo de Quaresma


10 de fevereiro de 2013   -   V Domingo do Tempo Comum


03 de fevereiro de 2013   -   IV Domingo do Tempo Comum


27 de janeiro de 2013   -   III Domingo do Tempo Comum


20 de janeiro de 2013   -   II Domingo do Tempo Comum


13 de janeiro de 2013   -   Festa do Batismo do Senhor


30 de dezembro de 2012   -   Festa da Sagrada Família


23 de dezembro de 2012   -   IV Domingo do Advento


16 de dezembro de 2012   -   III Domingo do Advento


09 de dezembro de 2012   -   II Domingo do Advento


02 de dezembro de 2012   -   I Domingo do Advento


25 de novembro de 2012   -   Festa de Cristo Rei


18 de novembro de 2012   -   XXXIII Domingo de Tempo Comum


11 de novembro de 2012   -   XXXII Domingo de Tempo Comum


04 de novembro de 2012   -   Festa de todos os Santos


28 de outubro de 2012   -   XXX Domingo de Tempo Comum


21 de outubro de 2012   -   XXIX Domingo de Tempo Comum


14 de outubro de 2012   -   XXVIII Domingo de Tempo Comum


07 de outubro de 2012   -   XXVII Domingo de Tempo Comum


30 de setembro de 2012   -   XXVI Domingo de Tempo Comum


23 de setembro de 2012   -   XXV Domingo de Tempo Comum


16 de setembro de 2012   -   XXIV Domingo de Tempo Comum


09 de setembro de 2012   -   XXIII Domingo de Tempo Comum


02 de setembro de 2012   -   XXII Domingo do Tempo Comum


26 de agosto de 2012   -   XXI Domingo do Tempo Comum


19 de agosto de 2012   -   Assunção de Maria ao Céu


12 de agosto de 2012   -   XIX Domingo do Tempo Comum


05 de agosto de 2012   -   XVIII Domingo do Tempo Comum


29 de julho de 2012   -   XVII Domingo do Tempo Comum


22 de julho de 2012   -   XVI Domingo do Tempo Comum


15 de julho de 2012   -   XV Domingo do Tempo Comum


08 de julho de 2012   -   XIV Domingo do Tempo Comum


01 de julho de 2012   -   São Pedro e São Paulo


24 de junho de 2012   -   Nascimento de João Batista


17 de junho de 2012   -   XI Domingo do Tempo Comum


10 de junho de 2012   -   X Domingo do Tempo Comum


07 de junho de 2012   -   Corpus Christi‏


03 de junho de 2012   -   Festa da Santíssima Trindade


27 de maio de 2012   -   Domingo de Pentecostes


20 de maio de 2012   -   Ascensão de Nosso Senhor


13 de maio de 2012   -   VI Domingo de Páscoa


06 de maio de 2012   -   V Domingo de Páscoa


29 de abril de 2012   -   IV Domingo de Páscoa


22 de abril de 2012   -   III Domingo de Páscoa


15 de abril de 2012   -   II Domingo de Páscoa


08 de abril de 2012   -   Domingo de Páscoa


01 de abril de 2012   -   Domingo de Ramos


25 de março de 2011   -   V Domingo da Quaresma


18 de março de 2011   -   IV Domingo da Quaresma


11 de março de 2012   -   III Domingo da Quaresma


04 de março de 2012   -   II Domingo da Quaresma


26 de fevereiro de 2012   -   I Domingo de Quaresma


19 de fevereiro de 2012   -   VII Domingo do Tempo Comum


12 de fevereiro de 2012   -   VI Domingo do Tempo Comum


05 de fevereiro de 2012   -   V Domingo do Tempo Comum


29 de janeiro de 2012   -   IV Domingo do Tempo Comum


22 de janeiro de 2012   -   III Domingo do Tempo Comum


15 de janeiro de 2011   -   II Domingo do Tempo Comum


25 de dezembro de 2011   -   Natal do Senhor


18 de dezembro de 2011   -   IV Domingo do Advento


11 de dezembro de 2011   -   III Domingo do Advento


04 de dezembro de 2011   -   II Domingo de Advento


27 de novembro de 2011   -   I Domingo do Advento


20 de novembro de 2011   -   Festa de Cristo Rei


13 de novembro de 2011   -   XXXIII Domingo do Tempo Comum


30 de outubro de 2011   -   XXXI Domingo do Tempo Comum


23 de outubro de 2011   -   XXX Domingo do Tempo Comum


16 de outubro de 2011   -   XXIX Domingo do Tempo Comum


09 de outubro de 2011   -   XXVIII Domingo do Tempo Comum


02 de outubro de 2011   -   XXVII Domingo do Tempo Comum


25 de setembro de 2011   -   XXVI Domingo do Tempo Comum


15 de setembro de 2011   -   XXV Domingo do Tempo Comum


11 de setembro de 2011   -   XXIV Domingo do Tempo Comum


04 de setembro de 2011   -   XXIII Domingo do Tempo Comum


28 de agosto de 2011   -   XXII Domingo do Tempo Comum


21 de agosto de 2011   -   Assunção de Nossa Senhora


14 de agosto de 2011   -   20° Domingo do Tempo Comum


07 de agosto de 2011   -   XIX Domingo de Tempo Comum


31 de julho de 2011   -   XVIII Domingo do Tempo Comum


24 de julho de 2011   -   XVII Domingo do Tempo Comum


17 de julho de 2011   -   XVI Domingo do Tempo Comum


10 de julho de 2011   -   XV Domingo do Tempo Comum


03 de julho de 2011   -   São Pedro e São Paulo


26 de junho de 2011   -   XIII Domingo do Tempo Comum


19 de junho de 2011   -   FESTA DA SANTÍSSIMA TRINDADE


12 de junho de 2011   -   Domingo de Pentecostes


05 de junho de 2011   -   Ascensão do Senhor


29 de maio de 2011   -   VI Domingo de Páscoa


22 de maio de 2011   -   V Domingo de Páscoa


15 de maio de 2011   -   IV Domingo de Páscoa


08 de maio de 2001   -   III Domingo de Páscoa


01 de maio de 2011   -   II Domingo de Páscoa


24 de abril de 2011   -   PÁSCOA DA RESSURREIÇÃO


17 de abril de 2011   -   Domingo de Ramos


10 de abril de 2011   -   V Domingo de Quaresma


03 de abril de 2011   -   IV Domingo da Quaresma


27 de março de 2011   -   III Domingo da Quaresma


20 de março de 2011   -   II Domingo da Quaresma


13 de março de 2011   -   I DOMINGO DE QUARESMA


06 de março de 2011   -   IX Domingo tempo comum


27 de fevereiro de 2011   -   VIII Domingo do Tempo Comum


20 de fevereiro de 2011   -   VII Domingo do Tempo Comum


13 de fevereiro de 2011   -   VI Domingo do Tempo Comum


06 de fevereiro de 2011   -   V DOMINGO DO TEMPO COMUM


30 de janeiro de 2011   -   IV DOMINGO DO TEMPO COMUM


23 de janeiro de 2011   -   III DOMINGO DO TEMPO COMUM


16 de janeiro de 2011   -   II DOMINGO DO TEMPO COMUM


09 de janeiro de 2011   -   BATISMO DO SENHOR


02 de janeiro de 2011   -   EPIFANIA DE NOSSO SENHOR


25 de dezembro de 2010   -   Natal do Senhor


19 de dezembro de 2010   -   IV DOMINGO DE ADVENTO


12 de dezembro de 2010   -   III DOMINGO DE ADVENTO


05 de dezembro de 2010   -   II DOMINGO DE ADVENTO


28 de novembro de 2010   -   I DOMINGO DE ADVENTO


21 de novembro de 2010   -   FESTA DE CRISTO REI


07 de novembro de 2010   -   XXXII Domingo do Tempo Comum


31 de outubro de 2010   -   XXXI Domingo do Tempo Comum





Pesquisar no Site


  • Newsletter

  • Paróquia São Pedro e São Paulo - Diocese de Ponta Grossa - Telêmaco Borba - Paraná
    Sociedade Beneficiente São Pedro - Fone: (42)3272 8557 / (42) 3272 8930 - pascom@pspsp.com.br
    Está obra de evangelização não possui fins lucrativos e é custeada através do dinheiro do dízimo
    Desenvolvido por Rinaldo M. Heil