Evangelho Comentado por Pe. Carlo Battistoni - Centro Bíblico Regnum Dei

 IV DOMINGO DE ADVENTO


19 de dezembro de 2010



   

«O nascimento de Jesus foi assim: Maria, sua Mãe, estava prometida em casamento a José. Ora, antes de levarem vida em comum, ela ficou grávida, por obra do Espírito Santo.  José, seu esposo, que era um homem justo, e não queria acusá-la, resolveu em privado separar-se dela. Ele já havia tomado essa resolução, quando um anjo do Senhor lhe apareceu em sonho e disse: “José, filho de Davi, não tenhas medo de tomar contigo Maria, tua esposa, porque o que foi gerado nela vem do Espírito Santo. Ela dará à luz um filho e tu lhe porás o nome de Jesus, pois ele salvará seu povo de seus pecados”. Ora, tudo isso aconteceu para que se cumprisse o que o Senhor tinha dito pelo profeta: Eis que a Virgem conceberá e dará à luz um filho, o qual será dado o nome de Emanuel, que quer dizer: “Deus conosco”. Acordando do sono, José fez como lhe tinha ordenado o anjo do Senhor: tomou consigo sua esposa.»  (Mt. 1,18-24)

 

 

A espera tem sido o sentimento principal que os domingos anteriores sugeriram para a nossa vida. Aprender a esperar, vimos, não é um estranhar-se do mundo quotidiano, feito de problemas, decisões, contradições. A esperança cristã nunca se confunde com uma abstração aliciante. Nos domingos anteriores a liturgia nos apresentou primeiramente a esperança de um povo, uma história coletiva. Ou seja: Israel, não obstante as pressões culturais gregas antes e romanas depois, não obstante a falta de lideres espirituais, não obstante a decadência religiosa transformada em legalismo e ritualismo, continuava tendo em seu meio pessoas simples, singelas e honestas, mesmo em seus erros e contradições, que persistiam em acreditar que Deus é fiel à palavra dada. Em seguida as leituras mostraram a esperança de um homem, João Batista, o qual entendia o significado de sua vida a partir do Messias; todo seu gesto foi feito tendo como perspectiva a de preparar o terreno no qual o Messias poderia encontrar um povo bem disposto. Ver a esperança realizada em Jesus daria o sentido a uma vida inteira.

Hoje, quase num afunilar-se de sentimentos e atitudes, o Evangelho nos apresenta a complexidade de situações que são geradas quando alguém se coloca realmente à disposição de Deus. À diferença de qualquer alienante messianismo que projeta o homem num mundo abstrato ou o deixa dependente da perspectiva de um “alguém” que resolva seus problemas como por um passe de mágica, a esperança cristã abrange o homem como um todo, exige opções, implica num envolvimento total sem eximir a pessoa das suas únicas, livres e responsáveis decisões. A esperança, entendida como atitude que tende à realização de um futuro não construído apenas pelo homem, mas sim recebido de Deus, devolve a qualquer pessoa a posição mais apropriada diante de Deus, aquela posição de cooperador responsável tão bem descrita no livro de Gênesis: Adão, o homem, é colaborador e co-autor do jardim de Deus.

A história delicadamente narrada e aquela sugerida com discrição pelo Evangelista, nos colocam no núcleo da vida de um casal, Maria e José, que tomaram uma decisão fundamental em suas vidas: substituir o culto de si mesmos –que é o mito que ainda hoje nos aflige- com a centralidade de Deus. Deus fazia parte da história dos dois, das decisões de ambos. Não era apenas uma das tantas coisas que fazem parte da vida de um casal, mas era o ponto central sobre o qual eles apoiaram a escolha de vida. Bem o oposto de qualquer casal auto-suficiente, de qualquer casal que decide sua história prescindindo de Deus... diferente do casal que o escritor do primeiro livro da Bíblia chamou Adão e Eva. 

Muito mais que a descrição de eventos, o Evangelista aqui quer nos indicar as atitudes e a profundidade com a qual Deus envolve os que são capazes de deslocar o eixo de si mesmos e entregar-se ao Senhor da história.

O centro da narração é José. Provavelmente, a fonte de informações que o Evangelista Mateus tem à disposição é a própria família de José, de outra forma, não seria possível chegar perto de questões tão delicadas que não eram expostas publicamente. Estamos diante de narrações muito perto dos sentimentos mais íntimos entre José e Maria, perto daquelas decisões diante das quais não existem razões e são incompreensíveis para qualquer outra pessoa que não seja o casal que se ama acima de qualquer coisa. A nós compete somente contemplar suas opções sem pretender entende-las; a nós cabe ver como é possível ultrapassar qualquer, justa, razão quando o centro de própria vida não é mais o “eu”, os “direitos” etc. mas o projeto incompreensível de Deus.

José é descrito como “homem justo”, isto é: homem de palavra, que acreditava na palavra dada, por Deus e pelas pessoas. Sendo assim, o “justo” na Escritura é aquele que vive um relacionamento correto com Deus e com os outros, é um homem de confiança. José estava diante do maior drama de sua vida: com que parâmetros tomar decisões? Conflitos incríveis sem dúvida misturavam-se em seu coração. Homem de palavra, não colocava minimamente em questão a possibilidade –a mais obvia para qualquer outra pessoa – que a sua Maria tivesse diminuído seu amor para com ele.  Por outro lado os fatos falavam por si próprios. O fato de José ter este difícil drama no coração nos diz também quanto delicada foi Maria: Ela não expôs a José aquilo que tão profundamente havia envolvido sua vida, como se quisesse prevenir possíveis reações; como se precisasse justificar-se para precaver-se de possíveis conseqüências que, legalmente, a colocariam à pública derrisão, envolvendo toda sua família, pais, parentes... Maria escolheu remeter a Deus qualquer possível desfecho, disposta em arcar todas as conseqüências: como “a serva que tem seus olhos fitos nas mãos de seu senhor”, sentimento tão bem descrito no Salmo 122,2. Somente quando há a entrega total se faz experiência total da providência de Deus e de quanto Ele saiba cuidar também daquilo que é importante para nós.

Deus não deixa desamparado quem a Ele se confia. Ele não resolve magicamente as dificuldades, exige decisão plena, verdadeiro e concreto amor, mas vem ao encontro do homem quando o homem dá tudo, verdadeiramente tudo o que puder. Estavam ali Maria e José, os dois sozinhos por um lado, e por outro profundamente unidos pelo fato de ter em comum a mesma vontade de servir a Deus. Não mais razões, o que dizer? Somente uma profunda confiança na palavra dada era capaz de superar o impasse. Profundos e silenciosos olhares de amor constituíam seu diálogo, na espera de que Deus mostrasse algum sinal; espera que se tornava tanto mais longa quanto mais progredia a gravidez.  

…E Deus deu sua resposta. Mais uma vez uma resposta que não “cai do alto”. José é convidado a encontrar a resposta na própria Escritura que havia guiado sua vida até então. E, nesta condição estranha onde a Palavra de Deus consegue realmente falar ao homem que abandona o caminho das razões a todo custo (chamada “sonho” na linguagem Bíblica, ou seja, uma mistura indefinida entre lógica, intuição e coração), as palavras do Anjo: “José, filho de Davi”, fizeram vir à tona o que desde sempre José sabia. Eram as palavras que o profeta Natã havia dirigido a Davi cerca de 900 anos antes, e que ficaram vivas na mente de gerações e gerações de Israelitas: «Depois de ti, farei surgir o teu descendente, que procederá de ti, e estabelecerei o seu reino. Este edificará uma casa ao meu nome, e eu estabelecerei para sempre o trono do seu reino.  Eu lhe serei por pai, e ele me será por filho» (2Sam. 7,12-14). José se deu conta, de repente, que era aquele homem, aquele descendente de Davi do qual viria o Salvador.

No meio de uma situação que poderia precipitar, transformando-se num drama para os dois que tanto se amavam, de repente Deus havia indicado o caminho certo, sem se substituir a ninguém, com a discrição de sempre. Deus havia dado a resposta ao drama de José: «Tu lhes porás o nome». É como se lhe dissesse: “você, homem de palavra, que acredita na palavra, serás testemunha que Deus também é fiel à sua palavra, assim como Maria o foi para contigo e você quer ser para com Ela”.

            Sem se sobrepor, mas com firmeza, Deus não deixa sem solução nenhuma situação decorrente da nossa autêntica vontade de servi-lo, de amá-lo acima de qualquer razão... E quando não tivermos mais soluções, invés que apelar às mais sutis razões… quem sabe se conseguíssemos fazer como José: “sonhar”... e, neste “sonho”, com certeza ouviremos de modo diferente aquelas palavras que escutamos muitas vezes, Palavras de Deus que nos dão a referência para encontrar a solução certa. A solução como Deus a deseja!  

 

Pe. Carlo


Postado em: 16/12/2010 as 22:18:51





Leia também


01 de agosto de 2014   -   XVIII Domingo do Tempo Comum


20 de julho de 2014   -   XVI Domingo do Tempo Comum


06 de julho de 2014   -   XII Domingo do Tempo Comum


22 de junho de 2014   -   XII Domingo do Tempo Comum


01 de junho de 2014   -   Ascenção do Senhor


18 de maio de 2014   -   V Domingo de Páscoa


00 de de 0000   -   II Domingo da Quaresma


02 de março de 2013   -   VIII Domingo do Tempo Comum


23 de fevereiro de 2014   -   VII Domingo do Tempo Comum


09 de fevereiro de 2014   -   V Domingo do Tempo Comum


02 de fevereiro de 2014   -   Festa da Apresentação do Senhor


22 de dezembro de 2013   -   IV Domingo do Advento


08 de dezembro de 2013   -   Festa da Imaculada Conceição de Maria


01 de dezembro de 2013   -   I Domingo do Advento


17 de novembro de 2013   -   XXXIII Domingo do Tempo Comum


10 de novembro de 2013   -   XXXII Domingo do Tempo Comum


03 de novembro de 2013   -   Festa de Todos os Santos


27 de outubro de 2013   -   XXX Domingo do Tempo Comum


20 de outubro de 2013   -   XXIX Domingo do Tempo Comum


13 de outubro de 2013   -   XXVIII Domingo do Tempo Comum


06 de outubro de 2013   -   XXVII Domingo do Tempo Comum


29 de setembro de 2013   -   XXVI Domingo do Tempo Comum


22 de setembro de 2013   -   XXV Domingo do Tempo Comum


15 de setembro de 2013   -   XXIV Domingo do Tempo Comum


01 de setembro de 2013   -   XXII Domingo do Tempo Comum


25 de agosto de 2013   -   XXI Domingo do Tempo Comum


18 de agosto de 2013   -   Assunção de Nossa Senhora


11 de agosto de 2013   -   XIX Domingo do Tempo Comum


00 de de 0000   -   XIX Domingo do Tempo Comum


04 de agosto de 2013   -   XVIII Domingo do Tempo Comum


28 de julho de 2013   -   XVII Domingo do Tempo Comum


21 de julho de 2013   -   XVI Domingo do Tempo Comum


14 de julho de 2013   -   XV Domingo do Tempo Comum


30 de junho de 2013   -   São Pedro e São Paulo


23 de junho de 2013   -   XII Domingo do Tempo Comum


16 de junho de 2013   -   XI Domingo do Tempo Comum


09 de junho de 2013   -   X Domingo do Tempo Comum


02 de junho de 2013   -   IX Domingo do Tempo Comum


19 de maio de 2013   -   Domingo de Pentecostes


12 de maio de 2013   -   Solenidade da Ascensão


05 de maio de 2013   -   VI Domingo de Páscoa


28 de abril de 2013   -   V Domingo de Páscoa


29 de abril de 2013   -   IV Domingo de Páscoa


07 de abril de 2013   -   II Domingo de Páscoa


24 de março de 2013   -   Domingo de Ramos


17 de março de 2013   -   V Domingo de Quaresma


10 de março de 2013   -   IV Domingo de Quaresma


03 de março de 2013   -   III Domingo de Quaresma


24 de fevereiro de 2013   -   II Domingo de Quaresma


23 de fevereiro de 2013   -   II Domingo de Quaresma


17 de fevereiro de 2013   -   I Domingo de Quaresma


10 de fevereiro de 2013   -   V Domingo do Tempo Comum


03 de fevereiro de 2013   -   IV Domingo do Tempo Comum


27 de janeiro de 2013   -   III Domingo do Tempo Comum


20 de janeiro de 2013   -   II Domingo do Tempo Comum


13 de janeiro de 2013   -   Festa do Batismo do Senhor


30 de dezembro de 2012   -   Festa da Sagrada Família


23 de dezembro de 2012   -   IV Domingo do Advento


16 de dezembro de 2012   -   III Domingo do Advento


09 de dezembro de 2012   -   II Domingo do Advento


02 de dezembro de 2012   -   I Domingo do Advento


25 de novembro de 2012   -   Festa de Cristo Rei


18 de novembro de 2012   -   XXXIII Domingo de Tempo Comum


11 de novembro de 2012   -   XXXII Domingo de Tempo Comum


04 de novembro de 2012   -   Festa de todos os Santos


28 de outubro de 2012   -   XXX Domingo de Tempo Comum


21 de outubro de 2012   -   XXIX Domingo de Tempo Comum


14 de outubro de 2012   -   XXVIII Domingo de Tempo Comum


07 de outubro de 2012   -   XXVII Domingo de Tempo Comum


30 de setembro de 2012   -   XXVI Domingo de Tempo Comum


23 de setembro de 2012   -   XXV Domingo de Tempo Comum


16 de setembro de 2012   -   XXIV Domingo de Tempo Comum


09 de setembro de 2012   -   XXIII Domingo de Tempo Comum


02 de setembro de 2012   -   XXII Domingo do Tempo Comum


26 de agosto de 2012   -   XXI Domingo do Tempo Comum


19 de agosto de 2012   -   Assunção de Maria ao Céu


12 de agosto de 2012   -   XIX Domingo do Tempo Comum


05 de agosto de 2012   -   XVIII Domingo do Tempo Comum


29 de julho de 2012   -   XVII Domingo do Tempo Comum


22 de julho de 2012   -   XVI Domingo do Tempo Comum


15 de julho de 2012   -   XV Domingo do Tempo Comum


08 de julho de 2012   -   XIV Domingo do Tempo Comum


01 de julho de 2012   -   São Pedro e São Paulo


24 de junho de 2012   -   Nascimento de João Batista


17 de junho de 2012   -   XI Domingo do Tempo Comum


10 de junho de 2012   -   X Domingo do Tempo Comum


07 de junho de 2012   -   Corpus Christi‏


03 de junho de 2012   -   Festa da Santíssima Trindade


27 de maio de 2012   -   Domingo de Pentecostes


20 de maio de 2012   -   Ascensão de Nosso Senhor


13 de maio de 2012   -   VI Domingo de Páscoa


06 de maio de 2012   -   V Domingo de Páscoa


29 de abril de 2012   -   IV Domingo de Páscoa


22 de abril de 2012   -   III Domingo de Páscoa


15 de abril de 2012   -   II Domingo de Páscoa


08 de abril de 2012   -   Domingo de Páscoa


01 de abril de 2012   -   Domingo de Ramos


25 de março de 2011   -   V Domingo da Quaresma


18 de março de 2011   -   IV Domingo da Quaresma


11 de março de 2012   -   III Domingo da Quaresma


04 de março de 2012   -   II Domingo da Quaresma


26 de fevereiro de 2012   -   I Domingo de Quaresma


19 de fevereiro de 2012   -   VII Domingo do Tempo Comum


12 de fevereiro de 2012   -   VI Domingo do Tempo Comum


05 de fevereiro de 2012   -   V Domingo do Tempo Comum


29 de janeiro de 2012   -   IV Domingo do Tempo Comum


22 de janeiro de 2012   -   III Domingo do Tempo Comum


15 de janeiro de 2011   -   II Domingo do Tempo Comum


25 de dezembro de 2011   -   Natal do Senhor


18 de dezembro de 2011   -   IV Domingo do Advento


11 de dezembro de 2011   -   III Domingo do Advento


04 de dezembro de 2011   -   II Domingo de Advento


27 de novembro de 2011   -   I Domingo do Advento


20 de novembro de 2011   -   Festa de Cristo Rei


13 de novembro de 2011   -   XXXIII Domingo do Tempo Comum


30 de outubro de 2011   -   XXXI Domingo do Tempo Comum


23 de outubro de 2011   -   XXX Domingo do Tempo Comum


16 de outubro de 2011   -   XXIX Domingo do Tempo Comum


09 de outubro de 2011   -   XXVIII Domingo do Tempo Comum


02 de outubro de 2011   -   XXVII Domingo do Tempo Comum


25 de setembro de 2011   -   XXVI Domingo do Tempo Comum


15 de setembro de 2011   -   XXV Domingo do Tempo Comum


11 de setembro de 2011   -   XXIV Domingo do Tempo Comum


04 de setembro de 2011   -   XXIII Domingo do Tempo Comum


28 de agosto de 2011   -   XXII Domingo do Tempo Comum


21 de agosto de 2011   -   Assunção de Nossa Senhora


14 de agosto de 2011   -   20° Domingo do Tempo Comum


07 de agosto de 2011   -   XIX Domingo de Tempo Comum


31 de julho de 2011   -   XVIII Domingo do Tempo Comum


24 de julho de 2011   -   XVII Domingo do Tempo Comum


17 de julho de 2011   -   XVI Domingo do Tempo Comum


10 de julho de 2011   -   XV Domingo do Tempo Comum


03 de julho de 2011   -   São Pedro e São Paulo


26 de junho de 2011   -   XIII Domingo do Tempo Comum


19 de junho de 2011   -   FESTA DA SANTÍSSIMA TRINDADE


12 de junho de 2011   -   Domingo de Pentecostes


05 de junho de 2011   -   Ascensão do Senhor


29 de maio de 2011   -   VI Domingo de Páscoa


22 de maio de 2011   -   V Domingo de Páscoa


15 de maio de 2011   -   IV Domingo de Páscoa


08 de maio de 2001   -   III Domingo de Páscoa


01 de maio de 2011   -   II Domingo de Páscoa


24 de abril de 2011   -   PÁSCOA DA RESSURREIÇÃO


17 de abril de 2011   -   Domingo de Ramos


10 de abril de 2011   -   V Domingo de Quaresma


03 de abril de 2011   -   IV Domingo da Quaresma


27 de março de 2011   -   III Domingo da Quaresma


20 de março de 2011   -   II Domingo da Quaresma


13 de março de 2011   -   I DOMINGO DE QUARESMA


06 de março de 2011   -   IX Domingo tempo comum


27 de fevereiro de 2011   -   VIII Domingo do Tempo Comum


20 de fevereiro de 2011   -   VII Domingo do Tempo Comum


13 de fevereiro de 2011   -   VI Domingo do Tempo Comum


06 de fevereiro de 2011   -   V DOMINGO DO TEMPO COMUM


30 de janeiro de 2011   -   IV DOMINGO DO TEMPO COMUM


23 de janeiro de 2011   -   III DOMINGO DO TEMPO COMUM


16 de janeiro de 2011   -   II DOMINGO DO TEMPO COMUM


09 de janeiro de 2011   -   BATISMO DO SENHOR


02 de janeiro de 2011   -   EPIFANIA DE NOSSO SENHOR


25 de dezembro de 2010   -   Natal do Senhor


19 de dezembro de 2010   -   IV DOMINGO DE ADVENTO


12 de dezembro de 2010   -   III DOMINGO DE ADVENTO


05 de dezembro de 2010   -   II DOMINGO DE ADVENTO


28 de novembro de 2010   -   I DOMINGO DE ADVENTO


21 de novembro de 2010   -   FESTA DE CRISTO REI


07 de novembro de 2010   -   XXXII Domingo do Tempo Comum


31 de outubro de 2010   -   XXXI Domingo do Tempo Comum





Pesquisar no Site


  • Newsletter

  • Paróquia São Pedro e São Paulo - Diocese de Ponta Grossa - Telêmaco Borba - Paraná
    Sociedade Beneficiente São Pedro - Fone: (42)3272 8557 / (42) 3272 8930 - pascom@pspsp.com.br
    Está obra de evangelização não possui fins lucrativos e é custeada através do dinheiro do dízimo
    Desenvolvido por Rinaldo M. Heil