Notícias

Política: Orientações aos paroquianos



Publicado em: 01/08/2012   15:59:00



Os pobres e excluídos são sujeitos da evangelização e da promoção humana integral. Em tudo isso, a Igreja reconhece a importância da atuação no mundo da política e, por isso, incentiva os leigos e leigas à participação ativa e efetiva nos diversos setores diretamente voltados para a construção de um mundo mais justo, fraterno e solidário. (DGAE, 71).

 

Para o cristão participar da vida política do município e do país é viver o mandamento da caridade como real serviço aos irmãos, conforme disse o Papa Paulo VI: “A política é uma maneira exigente de viver o compromisso cristão ao serviço dos outros”.(Cartilha de Orientação Política da CNBB, Sul II).                                                                                              Só assim seremos fermento que leveda toda a massa (Gl 5,9).

 

Quero parabenizar diversos paroquianos e lideranças cristãs que estão assumindo compromissos políticos. Quem participa duma pastoral, movimento ou associação não precisa demitir-se da função porque é candidato político.

 

A Igreja, porém não faz política partidária. Por isso deve-se evitar fazer propaganda partidária dentro da igreja, nos recintos das comunidades, nas pastorais e movimentos. Isto é fonte de divisões.

 

Pe. Sílvio Mocelin

Paróquia São Pedro e São Paulo, 30 julho 2012.




Fonte: Pe. Sílvio Mocelin




Pesquisar no Site


  • Newsletter

  • Paróquia São Pedro e São Paulo - Diocese de Ponta Grossa - Telêmaco Borba - Paraná
    Sociedade Beneficiente São Pedro - Fone: (42)3272 8557 / (42) 3272 8930 - pascom@pspsp.com.br
    Está obra de evangelização não possui fins lucrativos e é custeada através do dinheiro do dízimo
    Desenvolvido por Rinaldo M. Heil